Aprovada a criação da região metropolitana de Sorocaba

Sorocaba será sede da quinta região metropolitana do Estado de São Paulo. O projeto de lei complementar que confere esse status à região formada também por outros 25 municípios foi aprovado por unanimidade, nesta terça-feira, 8, pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp). Como a iniciativa do projeto é do governo estadual, a proposta será sancionada pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB). A nova região metropolitana tem cerca de 1,8 milhão de habitantes e um Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 50 bilhões.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

08 Abril 2014 | 19h29

Além de Sorocaba, fazem parte municípios industrializados, como Itu, Salto, Votorantim e Mairinque, e outros essencialmente agrícolas, como São Miguel Arcanjo, Pilar do Sul, Piedade e Ibiúna. Na justificativa do projeto, o governador alegou que a região é composta por agrupamentos urbanos com características metropolitanas, como a integração social e territorial e expressiva conurbação, ou seja, a fusão das áreas urbanas.

Assim que o projeto for sancionado, as ligações telefônicas interurbanas entre os municípios serão chamadas locais e o transporte intermunicipal poderá adotar o bilhete único. Com a lei, Sorocaba se soma às regiões metropolitanas de São Paulo, Campinas, Vale do Paraíba e Baixada Santista.

Mais conteúdo sobre:
aprovaçao região metropolitana Sorocaba

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.