Aprovado pacote que flexibiliza a Lei da Cidade Limpa

Foi aprovado nessa terça-feira, 17, em primeira discussão, pela Câmara de São Paulo, um pacote de 32 projetos de lei. Um deles altera a Lei Cidade Limpa, criada na gestão do prefeito Gilberto Kassab (PSD), e libera hospitais, clínicas e letreiros de igrejas das exigências que ela prevê.

Agência Estado

18 de setembro de 2013 | 09h45

Os letreiros das igrejas serão submetidos à aprovação da Comissão da Paisagem Urbana e os painéis das clínicas deverão ter até 5 metros de altura. Um segundo projeto autoriza a veiculação de anúncios em todos os táxis e ônibus da cidade. Os projetos devem passar por uma segunda votação antes de serem encaminhados para a sanção do prefeito Fernando Haddad (PT).

Semáforos

Também foi aprovado ontem pela Câmara, em primeira votação, projeto que obriga a prefeitura a instalar baterias nos semáforos da cidade, para evitar desligamento em caso de panes.

Mais conteúdo sobre:
Lei Cidade LimpaSPmudanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.