Aquecimento global pode acabar com maratona glacial

A Corrida das 11 Cidades, uma maratona de patins sobre o gelo realizada nos canais congelados da Holanda e disputada pela última vez uma década atrás, pode virar uma relíquia do passado, se estiverem corretas as previsões dos meteorologistas holandeses sobre o aquecimento global. O instituto de meteorologia KNMI, da Holanda, disse que 2006 foi o ano mais quente desde que o órgão começou a registrar dados a esse respeito, 300 anos atrás. A temperatura média do ano passado foi de 11,2º Celsius. Se a tendência de aquecimento persistir, a corrida realizada em 4 de janeiro de 1997 pode ter sido a última. O evento acontece quando o gelo adquire uma espessura de ao menos 15 centímetros em todo o trajeto, algo que aconteceu 15 vezes nos últimos cem anos. "As temperaturas estão aumentando. Nos últimos dez anos, só consegui esquiar aqui um dia. No resto do tempo, não houve gelo", disse ao canal de TV NOS Henk Kroes, presidente do comitê organizador da corrida. A "Elfstedentocht", considerada uma das competições de patins sobre o gelo mais árduas do mundo, atrai milhares de participantes que tentam percorrer seus quase 200 quilômetros em canais congelados, atravessando 11 cidades da Província de Friesland. Grande parte do trajeto é feita no escuro. O KNMI prevê que a Holanda conseguirá realizar apenas quatro corridas do tipo no século 21. E as chances de que o evento aconteça diminuem, à medida que o inverno torna-se menos rígido. "O clima está ficando mais quente, mas ainda há um grande fator de imprevisibilidade e podemos ter períodos de frio permitindo a realização da corrida", afirmou na quinta-feira Harry Geurts, porta-voz do KNMI. Jan van der Hoorn, 83, que venceu a corrida de 1947, disse ao jornal Volkskrant: "Alguma coisa aconteceu realmente com o inverno: as margaridas continuam sobre a grama. E se o Pólo Norte derreter?"

Agencia Estado,

04 de janeiro de 2007 | 17h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.