Arábia Saudita descobre civilização de 9.000 anos

A Arábia Saudita está escavando um novo sítio arqueológico que irá revelar que cavalos eram domesticados há 9.000 anos na Península Arábica, disse um especialista na quarta-feira.

REUTERS

24 de agosto de 2011 | 18h08

A descoberta dessa civilização chamada Al Maqar, mesmo nome do sítio arqueológico, desafia a tese de que a domesticação de animais ocorreu há 5.500 anos, na Ásia Central, segundo Ali al Ghabban, vice-presidente de Antiguidades e Museus da Comissão Saudita de Turismo e Antiguidades (CSTA).

"A descoberta irá mudar nosso conhecimento relacionado à domesticação de cavalos e à evolução da cultura no período Neolítico tardio", disse Ghabban a jornalistas.

O sítio contém ainda restos de esqueletos mumificados, pontas de lanças, raspadeiras, mós para grãos, teares e outras ferramentas.

Embora seja o maior exportador mundial de petróleo, a Arábia Saudita tem buscado diversificar sua economia, com ênfase no turismo. No ano passado, a CSTA promoveu exposições sobre descobertas históricas sauditas em Barcelona e Paris.

(Reportagem de Asma Alsharif)

Tudo o que sabemos sobre:
ARABIASAUDITACIVILIZACAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.