Arábia Saudita fecha embaixada na Síria

A Arábia Saudita anunciou na quarta-feira o fechamento da sua embaixada em Damasco e a retirada de todos os funcionários e diplomatas, num sinal do crescente isolamento regional do regime sírio de Bashar al Assad.

REUTERS

14 Março 2012 | 20h29

A chancelaria saudita disse que a decisão foi tomada "à luz dos atuais eventos na Síria", onde há quase um ano o governo reprime com violência manifestações por democracia, numa rebelião que cada vez mais ganha contornos de guerra civil.

Vários países árabes e ocidentais já reduziram sua presença diplomática em Damasco como protesto por essa repressão.

A Arábia Saudita e outros países árabes do golfo Pérsico - que historicamente se opõem à aliança da Síria com o Irã, grande rival regional de Riad - comandam os esforços para isolar o regime sírio e armar os rebeldes locais.

Outros governos árabes, no entanto, relutam em adotar essas posições, temendo que elas mergulhem a Síria em uma guerra civil total.

(Texto de Diana Abdallah)

Mais conteúdo sobre:
ARABIASAUDITASIRIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.