Araçatuba: a vez do padrão

Na 49.ª exposição agropecuária do município, os criadores de nelore padrão terão a sua regional obrigatória

O Estado de S.Paulo

09 de julho de 2008 | 01h59

O destaque da 49ª Exposição Agropecuária de Araçatuba para a raça nelore é a realização da Expoinel Paulista, exposição regional obrigatória que contará pontos para os criadores paulistas que disputam o Ranking Nacional da Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB). No ano passado, a regional obrigatória paulista foi realizada em Ourinhos. ''Os criadores de nelore são obrigados a participar de uma exposição pecuária em seus respectivos Estados, que é a exposição regional. Na pontuação final, consideram-se os quatro melhores resultados do criador, a regional obrigatória e a Expoinel, em Uberaba'', explica a gerente do Ranking, Daniella Sanches Rapello.A mostra de Araçatuba começou na sexta-feira e segue até domingo, no Recinto de Exposições Clibas de Almeida Prado. O evento é promovido pelo Sindicato Rural da Alta Noroeste (Siran).Este ano, a raça nelore participa com mais de 1.200 animais, de 180 expositores, ante 700 exemplares no ano passado; para o nelore-mocho, são 100 touros de 12 expositores. ''Conseguimos trazer a Expoinel Paulista para Araçatuba e a expectativa para a raça é ótima'', diz a zootecnista Daniele Marques de Almeida, executiva da Casa do Nelore de Araçatuba, que coordena os julgamentos e apóia os leilões da raça no evento. ''Para os leilões de elite a expectativa é dobrar o faturamento em relação a 2007.'' No ano passado, segundo o Siran, o nelore movimentou R$ 24 milhões, com a venda de 2.500 animais.MUDANÇAConforme Daniele, este ano as atividades do nelore estão sendo realizadas durante o mesmo período da exposição. ''Nas edições anteriores as atividades ocorriam antes da feira. A mudança vai ajudar na divulgação da raça.''''Além de ser a regional obrigatória do Estado de São Paulo, o evento é importante no calendário do nelore porque Araçatuba é um tradicional pólo pecuário'', diz o criador José Luiz Niemeyer dos Santos, da Fazenda Terra Boa, em Guararapes (SP), cujo rebanho soma 400 matrizes PO nelores.Na edição deste ano da feira, a Terra Boa promoverá leilão de reprodutores e garrotes. ''Serão 120 reprodutores PO e mais 550 garrotes, para recria e engorda'', afirma o pecuarista. ''Estamos caprichando porque a região tem uma forte cultura pecuária. Além disso, o momento do setor é de recuperação.''Os julgamentos da raça nelore começam amanhã e terminam no domingo. Até domingo, ainda serão realizados três leilões da raça, oficializados pela ACNB.INFORMAÇÕES: www.expoaracatuba.com Esta seção, que tem por objetivo fomentar a raça nelore, resulta de parceria entre o Suplemento Agrícola e a Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.