Argentina volta a dominar embarque de trigo para o Brasil em março

O trigo da Argentina voltou a dominar as chegadas do produto importado ao Brasil em março, após perder a liderança para os Estados Unidos em 2013 e nos dois primeiros meses de 2014, de acordo com dados compilados pela indústria.

Reuters

10 Abril 2014 | 17h11

As importações de trigo argentino somaram 260 mil toneladas em março, contra cerca de 188 mil toneladas do cereal norte-americano.

No acumulado do primeiro trimestre, no entanto, os Estados Unidos mantiveram a liderança com o embarque de quase 700 mil toneladas de trigo para o Brasil, contra pouco mais de 400 mil toneladas da Argentina.

Apesar do domínio no mês passado, há incertezas no mercado se a Argentina manterá a posição nos próximos meses, já que o governo argentino --que controla exportações para combater a inflação-- liberou apenas 1 milhão de toneladas da última safra para vendas externas.

A produção brasileira, que deverá crescer fortemente este ano se o clima colaborar, poderia a aliviar um pouco a situação dos moinhos do país, que importam a maior parte de suas necessidades.

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estimou nesta quinta-feira a produção brasileira de trigo em 2014 em 6,7 milhões de toneladas, aumento de mais de 1 milhão de toneladas na comparação com 2013 --o plantio está em fase inicial no Brasil.

De qualquer forma, por uma questão de qualidade, a indústria local tem limites para trabalhar com o trigo nacional, uma vez que uma parte do cereal não é adequada para a produção de farinha para panificação.

Com uma produção maior no ano safra 2014/15 (agosto a julho), a Conab apontou queda nas importações de trigo para 5,7 milhões de toneladas, contra 6,7 milhões no ano anterior.

(Por Roberto Samora)

Mais conteúdo sobre:
COMMODS TRIGO IMPORTA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.