Argentinos e uruguaios protestam contra fábrica

Argentinos e uruguaios fizeram ontem protestos contra uma fábrica de papel e celulose na fronteira entre os dois países. Eles são contrários à decisão da Corte Internacional de Justiça de Haia de manter a fábrica em operação. O empreendimento, da empresa finlandesa UPM, ex-Botnia, opera desde 2007 e sempre foi alvo de controvérsias entre os dois países.

Andrea Vialli, Com Ap, O Estado de S.Paulo

26 Abril 2010 | 00h00

Os ambientalistas ocuparam a ponte internacional San Martín (foto), sobre o rio Uruguai, na divisa entre os dois países. Eles alegam que a fábrica polui o rio Uruguai, usado para pesca e lazer.

A decisão de Haia rechaçou a acusação de que a fábrica esteja jogando esgoto industrial no rio.

CINEMA

Filme sobre sacolas plásticas vai a festival

Sucesso na internet, o curta-metragem Plastic Bag, do diretor Ramin Bahrani, foi aclamado no festival de cinema ambiental de Washington. O filme de 18 minutos, narrado por outro cineasta, o alemão Werner Herzog, mostra os "dilemas existenciais" de um saco plástico de supermercado, que vai permanecer por séculos no ambiente. O sucesso foi tão grande que o filme voltou a ser exibido ontem em uma sessão bônus do festival de cinema.

RESÍDUOS

Escolas ganham postos de coleta de pilhas

Escolas da capital paulista ganharam postos de coleta de pilhas e baterias para estimular alunos e professores a darem um destino correto ao resíduo. A lista das 25 escolas com pontos de coleta está disponível no site www.recargaverde.com.br. De acordo com a empresa ADS Micrologística, que coordena a iniciativa, em um mês foi recolhido 1.177 quilo de pilhas e baterias. O material voltará à indústria para reaproveitamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.