Arqueólogo diz ter achado navio viking embaixo de pub inglês

Embarcação pode ser uma das descobertas arqueológicas mais importantes do Reino Unido

BBC Brasil, BBC

10 de setembro de 2007 | 15h14

Um navio viking de mil anos teria sido encontrado enterrado embaixo do estacionamento de um pub (típico bar inglês) perto da cidade de Liverpool, no oeste da Inglaterra. A embarcação estaria enterrada em terreno argiloso a uma profundidade entre dois e três metros ao lado do pub Railway Inn em Meols, na região de Merseyside, nos arredores de Liverpool, onde, acredita-se, povos vikings teriam vivido. Especialistas dizem que a embarcação pode ser uma das descobertas arqueológicas mais importantes da Grã-Bretanha. O arqueólogo Stephen Harding, da Universidade de Nottingham, está à procura de dinheiro para financiar a escavação. Harding, um especialista em vikings, usou um radar para determinar a localização do navio. Ele acredita que a embarcação pode ser cuidadosamente removida e posteriormente exposta em um museu. "O próximo estágio é o mais crítico. Usar a técnica de radar só custou 450 libras esterlinas (cerca de R$ 1,8 mil), mas temos de pensar cuidadosamente sobre o que fazer agora." "Embora ainda não saibamos qual o tipo de embarcação, ela é com certeza muito velha e de desenho nórdico. A posição e a localização indicam que pode ser um navio de transporte do período de colonização viking, senão mais tarde". Segundo o especialista, a influência escandinava na região durou séculos. "É especulação no momento, mas ao menos agora sabemos exatamente onde procurar para descobrir. Como (o navio) chegou lá também é difícil de dizer", diz. "Ele está a alguma distância da costa atual e provavelmente da antiga. Ele pode ter chegado até a atual posição após uma inundação e ter naufragado em um antigo pântano."   BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.