Arquiteto da Casa Cor é morto na zona sul de São Paulo

Criador de alguns dos ambientes mais concorridos de várias edições da Casa Cor, maior evento de decoração do País, o arquiteto e decorador Nelson Walter Fernandez Lojo, de 59 anos, foi assassinado, com um tiro no peito, anteontem à noite, no Brooklin, zona sul de São Paulo. O crime aconteceu após o arquiteto deixar seu escritório, na Rua Califórnia, e ser abordado por dois homens não-identificados, segundo informações da polícia. De acordo com o depoimento de um vigia, única testemunha do crime, a dupla abordou Lojo, gritando: ?Entra, entra?. A testemunha viu ainda quando um dos homens entrou no carro, pela porta traseira.Minutos depois, quando o carro começava a mover-se, os dois homens saíram do veículo, um pela porta do motorista e o outro pela de trás. Em seguida, o corpo do arquiteto despencou pela porta do passageiro. A dupla, que vestia trajes escuros, segundo a testemunha, saiu correndo, entrou em um Corsa estacionado bem próximo e foram embora.Lojo foi socorrido por policiais, que chegaram ao local logo depois do ocorrido. Ele chegou a ser levado para o Hospital Evaldo Foz, no Campo Belo, zona sul, onde chegou morto. De acordo com o boletim, nada foi roubado do arquiteto - nem os dois aparelhos celulares que estavam com ele. Até ontem à noite, a polícia não tinha nenhuma pista dos dois criminosos. A ocorrência foi registrada como tentativa de roubo no 96º Distrito Policial. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

AE, Agencia Estado

17 de abril de 2008 | 09h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.