Arrastão em Praia Grande deixa carros e lojas destruídos

Cerca de 1.500 pessoas participaram do ato de vandalismo; 13 pessoas foram detidas e três PMs ficaram feridos

Rita Cirne, do estadao.com.br, O Estado de S.Paulo

01 Janeiro 2009 | 13h17

A festa do réveillon na Praia Grande, no litoral de São Paulo, terminou com um arrastão que envolveu mais de 1.500 pessoas e resultou na depredação de residências, lojas, veículos e até transformadores de energia. O tumulto começou por volta das 01h10 na região da rua Nicarágua, próximo à praia, segundo a Polícia Militar.   Veja também: Confira dicas para o verão no blog Verão09 Fotos de banhistas aproveitando o verão    Fotos da virada de ano no Brasil e no mundo    Viaturas da Força Tática do 45ºBPM/I foram chamadas para conter a manifestação, porém, devido ao grande número de pessoas envolvidas, de acordo com a PM, houve a necessidade de pedir o apoio de viaturas de batalhões vizinhos e do emprego de munição química para conter os manifestantes que se dividiram em dois grupos, um que permaneceu na Rua Nicarágua e outro que seguiu pela Av. Castelo Branco em direção à Aviação.   O tumulto só foi controlado por volta das 5h com a centralização das viaturas de Força Tática dos batalhões de apoio. Na confusão, três policiais militares e três manifestantes ficaram feridos levemente sendo medicados e liberados.   Treze pessoas foram detidas e conduzidas à Delegacia de Praia Grande, onde foram indiciadas por crime contra o patrimônio Público. Nenhum é morador de Praia Grande nem possui passagem criminal.   Texto ampliado às 18h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.