Arrecadação cresce 7,2% em maio e é recorde para o mês

O governo federal arrecadou 71,534 bilhões de reais em impostos e contribuições em maio, valor recorde para o mês e 7,2 por cento superior em termos reais ao recolhido em maio de 2010, informou a Receita Federal nesta quinta-feira.

REUTERS

16 de junho de 2011 | 14h54

No acumulado do ano até maio, a arrecadação somou 388,081 bilhões de reais, em valores corrigidos pela inflação --aumento de 10,7 por cento ante os 350,602 bilhões de reais de igual período de 2010.

O Fisco atribuiu o crescimento da receita no mês passado na comparação anual à expansão da massa salarial no período, de 14,2 por cento, e ao fim das desonerações do IPI sobre automóveis instituídas em abril do ano passado.

No acumulado do ano, o recolhimento também foi alavancado pela maior produção industrial e venda de bens, segundo a Receita.

As receitas caíram 16,4 por cento em maio frente a abril, mês em que há uma concentração sazonal de recolhimento de imposto de renda por conta do vencimento do prazo da declaração anual de ajuste.

(Reportagem de Isabel Versiani)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROARRECADACAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.