Arrecadação cresce 7,2% em maio e é recorde para o mês

O governo federal arrecadou 71,534 bilhões de reais em impostos e contribuições em maio, valor recorde para o mês e 7,2 por cento superior em termos reais ao recolhido em maio de 2010, informou a Receita Federal nesta quinta-feira.

REUTERS

16 Junho 2011 | 14h54

No acumulado do ano até maio, a arrecadação somou 388,081 bilhões de reais, em valores corrigidos pela inflação --aumento de 10,7 por cento ante os 350,602 bilhões de reais de igual período de 2010.

O Fisco atribuiu o crescimento da receita no mês passado na comparação anual à expansão da massa salarial no período, de 14,2 por cento, e ao fim das desonerações do IPI sobre automóveis instituídas em abril do ano passado.

No acumulado do ano, o recolhimento também foi alavancado pela maior produção industrial e venda de bens, segundo a Receita.

As receitas caíram 16,4 por cento em maio frente a abril, mês em que há uma concentração sazonal de recolhimento de imposto de renda por conta do vencimento do prazo da declaração anual de ajuste.

(Reportagem de Isabel Versiani)

Mais conteúdo sobre:
MACRO ARRECADACAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.