Arroba do boi mantém alta

Cotação chegou a R$ 94, valorização de 6,1% em apenas uma[br]semana e 11,4% nos últimos 30 dias

Alexandre Inacio, O Estado de S.Paulo

21 de maio de 2008 | 03h44

O mercado do boi gordo segue sua trajetória de alta. Na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F) as cotações do contrato com vencimento em outubro subiram na semana passada R$ 1 ao dia, em média. O preço da arroba iniciou o período valendo R$ 89,30 e fechou a semana em R$ 94. Com isso, a arroba do boi acumula alta de 6,1% nos últimos sete dias e de 11,4% nos últimos 30 dias, contados até segunda-feira.Nesta semana, a expectativa é a de que o número de negócios seja relativamente baixo, já que os frigoríficos conseguiram uma folga em suas escalas por causa do feriado de amanhã e devem diminuir o ritmo de compras. Esse movimento deve ser seguido, principalmente, pelas indústrias de maior porte, que conseguiram fechar suas compras para esta semana, já que as empresas menores tendem a manter a estratégia de comprar animais para curtíssimo prazo, dando sustentação aos preços e promovendo reajustes nas cotações do mercado físico.Nos dois últimos dias da semana passada, os frigoríficos estiveram ativos nas compras e fizeram as cotações subirem de forma mais acentuada. Muitos reajustaram os preços de referência e, em São Paulo, o valor-base da arroba para pagamento a prazo chegou a R$ 81 para descontar Funrural e a R$ 80, livres do imposto. Na sexta-feira, o valor à vista do indicador do boi gordo Esalq/BM&F ficou em R$ 80,59/arroba, enquanto a prazo a cotação ficou em R$ 81,51. Foi a primeira vez que o indicador à vista superou os R$ 80 desde que começou a ser medido pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq-USP).

Tudo o que sabemos sobre:
ARROBABOIALTA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.