Assembleia de SP libera acesso a documentos antigos

A Assembleia Legislativa de São Paulo vai liberar amanhã o acesso na internet a mais de 350 mil páginas de documentos originais relativos aos períodos do Império (desde 1819), da República Velha e dos anos 1930. Antes da medida, os usuários só podiam consultar os papéis no próprio Acervo Histórico da Casa. Agora, terão acesso livre pelo site www.al.sp.gov.br e permissão para reproduzi-los na internet.

EQUIPE AE, Agência Estado

28 de fevereiro de 2011 | 17h26

De acordo com a Assembleia, o novo mecanismo de consulta vai facilitar o trabalho de pesquisadores, professores e estudantes ou qualquer pessoa interessada na história do Estado e dos municípios paulistas. Os documentos digitalizados se referem a funcionamento do Legislativo, urbanização, obras públicas, expansão da malha ferroviária e rodoviária, atividade econômica, educação e saúde, entre outros.

O documento mais antigo do acervo é um relatório de 1819 sobre o andamento das obras da estrada de Santos a São Paulo. Há também uma carta de Santos Dumont descrevendo seu voo com um balão dirigível em Paris e relatos sobre a busca por petróleo no Estado no final dos anos 1920. A digitalização dos papeis começou em 1998, numa parceria da Assembleia com a Fundação de Amparo à Pesquisa no Estado de São Paulo (Fapesp).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.