Assembleia Legislativa da Bahia é esvaziada

Os cerca de 300 policias militares que ocupavam a Assembleia Legislativa da Bahia deixaram o local pacificamente na manhã de hoje, de acordo com informações preliminares da Secretaria de Segurança Pública do Estado.

SOLANGE SPIGLIATTI, Agência Estado

09 de fevereiro de 2012 | 07h37

A retirada dos grevistas começou por volta das 6 horas de hoje, com a saída das poucas mulheres que acompanhavam os militares. Os policiais em greve também já saíram, segundo a Secretaria, restando apenas os policiais que deverão ser presos durante cumprimento dos mandados de prisão expedidos pela Justiça. Eles serão levados para a polícia do Exército.

De acordo com a Secretaria, nem todos os 10 policiais que deverão ser presos estão dentro da Assembleia. Agentes da Polícia Federal vão agora fazer uma revista dentro do prédio para garantir que nenhum grevista permaneça no local.

Tudo o que sabemos sobre:
políciagreveBahia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.