Assessor econômico da Casa Branca deixará cargo, diz jornal

Al Hubbard entra para a lista de funcionários que deixam a administração Bush no final de seu mandato

REUTERS

28 Novembro 2007 | 09h52

O principal assessor econômico da Casa Branca, Al Hubbard, deixará o cargo no final do ano, segundo informou a edição online do Wall Street Journal desta quarta-feira, 28. A renúncia - mais uma de uma série de saídas de funcionários da Casa Branca à medida que o fim do governo de George W. Bush se aproxima - deve ser anunciada ainda nesta quarta-feira, segundo o jornal. Hubbard, 60, ingressou na Casa Branca como diretor do Conselho Nacional Econômico depois da reeleição de Bush em 2004. A notícia da saída dele acontece em um momento em que a administração Bush enfrenta uma crise na indústria imobiliária que causou uma série de execuções de hipotecas e temores de recessão.   A renúncia coloca Hubbard em uma lista de funcionários do primeiro escalão que renunciaram a seus cargos nos últimos meses. A conselheira para a área de combate ao terrorismo e segurança interna, Fran Townsend, anunciou a sua saída no dia 19 de novembro. Karl Rove, conselheiro da Presidência, afastou-se em agosto, Tony Snow, secretário de Imprensa da Casa Branca, em setembro, e Dan Barlett, conselheiro da Casa Branca, em junho. Alberto Gonzalez, outro membro do círculo de poder de Bush, deixou o cargo de procurador-geral em agosto devido a pressões externas.

Mais conteúdo sobre:
NEGOCIOS MACRO EUA HUBBARD

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.