Astronautas colocarão traje espacial vazio em órbita

Um dos mais estranhos satélites na história está prestes a entrar em órbita. A data do lançamento será 3 de fevereiro. Nesse dia, astronautas a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS na silga em inglês) lançarão um traje espacial, vazio, para o espaço, informa a agência espacial americana, a Nasa.Apelidado de Suitsat (junção das palavras "suit" e "satellite", que em inglês significam, respectivamente, traje e satélite) surgiu de uma discussão entre os russos, explicou Frank Bauer, do centro de vôo espacial Goddard da Nasa. "Alguns de nossos parceiros russos na ISS, liderados por Sergey Samburov tiveram uma idéia: talvez nós possamos transformar roupas velhas em satélites úteis". "Equipamos uma roupa espacial da Rússia com três baterias, um radiotransmissor e sensores internos para medir a temperatura e a carga de bateria restante", explicou Bauer. "Conforme o Suitsat circular a Terra, irá transmitir suas condições para nós".Diferentemente de uma roupa normal, com um humano dentro, os controles de temperatura do Suitsat serão desligados para conservar energia. Ela será exposta a fortes raios solares sem possibilidade de regularmos sua temperatura interna. "Será que a Suitsat vai superaquecer? Quanto tempo as baterias agüentarão? Conseguiremos uma transmissão clara se ela cair?" imagina Bauer. Essas são questões que a Suitsat responderá para que se possa ou não utilizar esse tipo de "satélite" com mais freqüência. A Suitsat pode ser ouvida por qualquer um em terra firme. "tudo o que você precisa é uma antena (quanto maior, melhor) e um rádio receptor que atinja a freqüência 145.990 MHz FM" disse Bauer. Ele espera que as baterias da Suitsat durem de 2 a 4 dias. "Mais do que isso também é possível" disse. Depois disso, a roupa começará uma lenta espiral dentro da atmosfera da Terra.

Agencia Estado,

27 de janeiro de 2006 | 14h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.