Astronautas simulam socorro em Marte

Um voluntário da simulação de um voo a Marte que ocorre na Rússia desde junho de 2010 fingiu tropeçar em uma pedra e se machucar ontem durante uma "caminhada espacial". O ítalo-colombiano Diego Urbina foi então socorrido pelo colega, o russo Alexandr Smoléyevski. A missão Marte-500 pretende estudar a compatibilidade psicológica e a tolerância de humanos em uma possível viagem a Marte. / EFE

, O Estado de S.Paulo

23 de fevereiro de 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.