Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Ataque aéreo israelense fere dois em Gaza, dizem médicos

Aviões de guerra israelenses bombardearam meia dúzia de alvos na Faixa de Gaza neste sábado, ferindo uma menina de sete meses de idade e um homem palestino, afirmaram médicos do território costeiro.

REUTERS

26 de fevereiro de 2011 | 14h53

Um porta-voz militar israelense confirmou que houveram pelo menos dois ataques aéreos lançados sobre militantes, dizendo que o ataque foi uma resposta ao foguete e ataques morteiros em Israel.

Médicos afirmaram que um ataque foi lançado sobre o posto militar comandado pelo movimento islâmico Hamas, em Rafah, fronteira de Gaza com o Egito. Em uma casa das redondezas, um bebê foi atingido na cabeça por fragmentos, embora o ferimento tenha sido leve, segundo médicos.

O homem ferido, descrito pelos médicos como civil, foi atingido em um ataque anterior no campo de treinamento para combatentes em Gaza. Seu nível de ferimentos foi descrito como moderado.

Outros dois ataques lançados mais tarde miravam prédios residenciais vazios próximos à fronteira israelense. O proprietário de uma delas recebeu um aviso por telefone antecipadamente, e não houve notícias de feridos, segundo médicos e testemunhas.

Médicos palestinos também afirmaram ter visto dois ataques aéreos de Israel antes do amanhecer deste sábado, contra alvos no grupo islâmico da Jihad. Não houve feridos.

A Jihad Islâmica foi acusada de lançar um foguete na quarta-feira a partir da Faixa de Gaza, que causou os maiores danos em Israel desde a guerra de Gaza dois anos atrás. Ele causou danos a uma casa na cidade de Beersheba, a 35 quilômetros do enclave.

O ataque do foguete se seguiu à morte de um membro da Jihad Islâmica em Gaza, e o ferimento de outro deles por um tanque israelense no território costeiro.

Um comunicado do setor militar de Israel afirmou que pelo menos quatro foguetes foram lançados de Gaza desde a quarta-feira e que Isael "continuará a responder duramente" ao que o país chama de "atividade terrorista".

(Reportagem de Nidal al-Mughrabi, texto de Allyn Fisher-Ilan)

Tudo o que sabemos sobre:
GAZAATAQUEAEREOIRAEL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.