Ataque de abelhas fecha rua em MG

Três pessoas foram hospitalizadas, em São Sebastião do Paraíso (MG), por causa de um ataque de abelhas neste domingo. As vítimas passavam perto de uma casa, na Rua Soares Neto, no centro da cidade, quando foram atacadas pelas abelhas. Elas tentaram correr, mas receberam muitas ferroadas, principalmente no rosto, pescoço e nos braços.

RENE MOREIRA, Agência Estado

05 de novembro de 2012 | 16h49

Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi chamada ao local e precisou fechar a rua, além de ajudar os moradores do local a deixarem o imóvel, como medida preventiva. A remoção da colmeia só foi concluída no início da noite, e a rua liberada. As vítimas foram medicadas e deixaram o hospital pouco tempo depois.

Outro ataque semelhante foi registrado três dias antes na cidade mineira de Cabo Verde. Cinco pessoas ficaram feridas. Entre elas, um aposentado de 71 anos que precisou ser internado devido às mais de 200 picadas que levou.

Cuidados

De acordo com os bombeiros, quando as abelhas estão juntas e atacam, elas podem matar. O maior risco é para pessoas alérgicas, que podem não suportar as ferroadas. No Brasil, a abelha mais comum é da espécie Europa Africanizada, um tipo bastante agressivo. O ideal é não tentar retirar as colmeias, procurando ajuda especializada.

Tudo o que sabemos sobre:
ataqueabelhasMG

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.