Ataque de maoístas deixa pelo menos 14 mortos na Índia

Os rebeldes atacaram uma delegacia de polícia em Orissa, no leste do país.

Da BBC Brasil, BBC

16 de fevereiro de 2008 | 08h05

Pelo menos 14 pessoas - entre elas 13 policiais - morreram durante um ataque dos rebeldes maoístas contra alvos policiais no estado indiano de Orissa, no leste do país. Centenas de rebeldes atacaram uma delegacia de polícia no distrito de Nayagarh em e trocaram tiros com os policiais durante duas horas. Segundo o correspondente da BBC em Nova Déli, Sanjoy Majumder, há relatos de que os rebeldes escaparam com armas e munição da delegacia. Ele afirma ainda que o incidente - o maior ataque em várias semanas - preocupa as autoridades locais já que ocorreu a apenas oito quilômetros da capital do estado, Bhubaneswar. Os confrontos anteriores atingiram apenas distritos remotos do país. Os rebeldes maoístas são conhecidos como Naxalite - militantes que lutam por um Estado comunista no leste da Índia. O primeiro ministro indiano, Manmohan Singh já descreveu os grupos maoístas como "a mais séria ameaça à segurança nacional da Índia". Os rebeldes dizem que lutam pelos direitos das tribos locais e pelos camponeses sem terra. Nas últimas três décadas, os confrontos causados pelos maoístas já mataram milhares de pessoas, incluindo dezenas de policiais. Segundo o jornalista da BBC Alan Johnston, a escala do último ataque em Orissa é "mais um sinal de que os rebeldes continuam como uma força poderosa no país". BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.