Ataque dos EUA no Iraque 'mata 15 civis'

Operação ao norte de Bagdá matou ainda 19 supostos insurgentes, dizem militares.

BBC Brasil, BBC

11 de outubro de 2007 | 22h40

O Exército americano admitiu que suas forças no Iraque mataram nove crianças e seis mulheres durante um ataque a supostos líderes insurgentes.Também morreram na operação 19 militantes, de acordo com os militares.Nota divulgada pelo Pentágono diz que o ataque foi lançado depois que relatórios de inteligência indicaram que "líderes da al-Qaeda" estavam reunidos em um prédio na região de lago Tharthar, 120 quilômetros ao norte de Bagdá.Quando o ataque foi repelido por fogo de armas de pequeno porte, os soldados americanos pediram apoio aéreo.Segundo a declaração, os Estados Unidos lamentam a morte de civis. "Esses terroristas escolheram colocar deliberadamente mulheres e crianças iraquianas inocentes em perigo com suas ações e sua presença".Dois supostos militantes, uma mulher e três crianças ficaram feridos e um outro suspeito foi detido, disse a nota emitida pelos militares americanos.No passado, o premiê iraquiano Nouri Maliki expressou frustração com seus alidados por ações militares americanas que resultaram na morte de civis.O lago Tharthar era o local onde ficava uma das mais suntuosas residências do ex-líder iraquiano Saddam Hussein - o chamado Palácio Verde. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
iraquecivisbagdáinsurgente

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.