Ataque em frente à quadra do Salgueiro mata três no Rio

O irmão da presidente da Escola de Samba Acadêmicos do Salgueiro, Regina Duran, identificado como Pedro Paulo dos Santos Fernandes, de 32 anos, está internado em estado grave, segundo informações da assessoria do Hospital Geral de Andaraí, no Rio. Ele foi vítima de um ataque de bandidos em frente à quadra da escola de samba, na Tijuca, no Rio, onde morreram três pessoas ontem. Segundo a assessoria do Salgueiro, Fernandes estava conversando com outras cinco pessoas, quando foi ferido. Ele deu entrada na área de emergência do hospital com mais de dez perfurações pelo corpo, por volta das 21 horas de ontem. Ele passou por cirurgias e, de acordo com o hospital, o paciente respira com ajuda de aparelhos e seu quadro é estável. Ele responde aos medicamentos, mas seu caso é muito grave, com risco de morte, segundo a assessoria do hospital. Entre os outros cinco feridos, quatro deles trabalhavam como seguranças particulares de Pedro Paulo, de acordo com a assessoria do Salgueiro. A quinta pessoa é um vendedor de roupas que passava pelo local, segundo a assessoria. Segundo informações da polícia, uma pessoa morreu ontem no local. O segurança André Luis, que foi atingindo na perna esquerda, continua internado mas não corre risco de morte, segundo a Polícia Militar. E o policial Felipe Gomes faleceu durante a cirurgia realizada para retirada de bala no abdômen, ontem, segundo informações da PM.

SOLANGE SPIGLIATTI, Agencia Estado

05 Dezembro 2008 | 12h53

Mais conteúdo sobre:
mortes Salgueiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.