Ataque suicida mata 7 soldados no Iêmen, dizem autoridades

Homens-bombas ligados à al Qaeda mataram pelo menos sete militares ao sul do Iêmen neste domingo, informaram autoridades e moradores, como parte da escalada da violência desde a eleição presidencial há duas semanas.

REUTERS

04 Março 2012 | 09h59

Os ataques enfatizam os desafios do presidente Abd-Rabbu Mansour Hadi para restabelecer a estabilidade no país depois de anos de protestos contra seu antecessor, Ali Abdullah Saleh, que levou o Iêmen a uma guerra civil.

Moradores e autoridades locais afirmaram que um veículo explodiu em uma base militar na entrada de Zinjibar, capital da província de Abyan. Outro veículo foi detonado em outra entrada da cidade, matando e ferindo um número ainda desconhecido de pessoas.

Médicos informaram que pelos menos sete pessoas foram mortas e 12 estavam feridas. Residentes e autoridades locais afirmam que o total de mortes era de 15.

Mais conteúdo sobre:
IEMEM MATA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.