Ataques aéreos norte-americanos na Síria matam 10 civis

Forças militares norte-americanas, que estão bombardeando militantes do Estado Islâmico na Síria, mataram dez civis em dois ataques aéreos recentes, disse um grupo de monitoramento da violência neste sábado.

REUTERS

18 de outubro de 2014 | 12h57

Washington disse que não há evidência que dê suporte ao relato e afirmou que forças dos EUA usam medidas de mitigação para reduzir o potencial de baixas civis quando alveja o Estado Islâmico.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos disse que sete civis foram mortos quando um ataque aéreo atingiu uma usina de gás perto da cidade de al-Khasham, na província de Deir al-Zor na sexta-feira, e três civis foram mortos em um ataque na noite de quinta-feira na província al-Hassakah, ao norte do país.

A Reuters não pôde confirmar os relatos de forma independente devido à restrições de segurança.

"Não temos evidências neste momento que corroborem as afirmações de mortes de civis. Eu posso assegurar que antes de qualquer missão, todas as precauções são tomadas para assegurar que os civis não sejam prejudicados", disse o porta-voz do comando central dos Estados Unidos coronel Patrick Ryder.

A coalizão tem bombardeado alvos do Estado Islâmico no Iraque desde agosto e ampliou a campanha para a Síria em setembro. Perto de 200 mil pessoas foram mortas na guerra civis de três anos na Síria, de acordo com as Nações Unidas.

((Tradução Redação São Paulo; + 55 11 5644-7712))

Mais conteúdo sobre:
MUNDOSIRIAEUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.