AT&T expulsa presidente da T-Mobile de festa

A batalha entre a segunda maior operadora móvel dos Estados Unidos, a AT&T e sua rival T-Mobile ganhou cunho pessoal na última segunda-feira, quando o presidente-executivo da T-Mobile, John Legere, foi expulso da festa da AT&T durante a Mostra Internacional de Eletrônicos de Consumo (CES, na sigla em inglês), de acordo com a Cnet.com

Reuters

07 de janeiro de 2014 | 18h51

O mais recente episódio da complicada relação das empresas, que tentaram juntar-se em 2011, vem ao tempo em que lutam para ganhar os clientes de cada um.

A operadora número dois dos EUA afirmou na semana passada que iria pagar os clientes da T-Mobile para trocar de operadora.

De acordo com a reportagem, Legere foi retirado do evento por seguranças quinze minutos após um repórter da Cnet postar uma foto junto ao presidente e comentar que o executivo entrou na festa usando uma camiseta da T-Mobile.

Ao mesmo tempo que Legere foi retirado da festa, o presidente-executivo da AT&T anunciava que sua companhia havia conquistado um acordo para fornecer conexão wireless para os veículos da Audi, vencendo a rival, disse a Cnet.

Legere vem comentando no microblog Twitter para antecipar o próximo movimento competitivo de sua empresa, que deve ser anunciado em uma conferência na quarta-feira.

(Reportagem de Sinead Carew)

Mais conteúdo sobre:
TELEFONIAATTCEOEXPULSO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.