Atlantis: astronautas fazem a última caminhada espacial

Dois astronautas saíram ao espaço para desembrulhar o novo radiador da Estação espacial Internacional (ISS) nesta sexta-feira, e deram início a uma série de pequenos consertos, flutuando sobre o Oceano Índico. O radiador será parte essencial dos coletores de energia solar da ISS, dissipando o calor gerado pelos componentes eletrônicos das antenas.Heidemarie Stefanyshyn-Piper e Joe Tanner haviam iniciado a instalação dos painéis solares de US$ 372 milhões na primeira caminhada da atual missão do ônibus espacial Atlantis, e nesta sexta-feira encerram as atividades previstas para os 11 dias no espaço. Esta foi a primeira missão a expandir a estrutura da ISS desde a destruição do ônibus espacial Columbia, em 2003.O Atlantis levou à ISS um suporte de 17,5 toneladas, com dois novos painéis solares que foram desdobrados na quinta-feira, e que deverão fornecer 25% da energia consumida na Estação. Eles não começarão a gerar potência antes da próxima visita de um ônibus espacial à ISS, quando astronautas mudarão a instalação elétrica da Estação. A nova viagem está prevista para dezembro."Não dá para imaginar um vôo indo tão bem quanto este", disse o diretor de vôo da ISS, John McCullough. "Não poderia esperar um reinício melhor para a montagem" da base orbital. Os astronautas chegaram a esta sexta-feira bem adiantados no cronograma. Quando o Atlantis se desprender da ISS no domingo, os astronautas voarão ao redor da estrutura para examinar as tarefas realizadas. Além da oportunidade para apreciar a vista, a Nasa poderá avaliar o estado de partes da Estação que normalmente não são visíveis, procedimento que os engenheiros pretendem repetir anualmente.

Agencia Estado,

15 de setembro de 2006 | 14h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.