Atletas árabes são retratadas sem estereótipos em exposição em Londres

Jogos Olímpicos têm cerca de 140 atletas árabes mulheres, e três países enviaram mulheres pela primeira vez em sua história

BBC Brasil, BBC

08 de agosto de 2012 | 07h01

LONDRES - Cerca de 140 mulheres árabes estão competindo nos Jogos Olímpicos de Londres, representando mais de dez países. Pela primeira vez na história das Olimpíadas, todos os países participantes enviaram competidoras mulheres - algo até então inédito para três nações árabes: Brunei, Catar e Arábia Saudita.

Veja também:

linkCOI acredita que judoca saudita irá ao tatame, mesmo sem o véu

linkParentes de atletas israelenses mortos em Munique querem homenagem

forum CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

 

Imagens e histórias dessas atletas estão reunidas em uma exposição na casa de leilões Sotheby's, em Londres.

Assista ao vídeo:

Marian Lacombe, representante da Sotheby's, conta que as atletas vêm de países bem distintos, como Marrocos e Kuwait. Cada uma contou os desafios que enfrenta para competir e o que o esporte representa para ela. As imagens em exposição fogem do estereótipo comumente associado à mulher árabe.

 

A atleta Reem Al-Sharshany lembra que, antigamente, as mulheres não podiam sair de casa ou praticar esportes. Agora, a presença de atletas do sexo femininos nos Jogos Olímpicos é um estímulo às demais.

 

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.