Reuters
Reuters

Ator Tom Sizemore é preso por acusação de violência doméstica

Essa não é a primeira vez artista se envolve com problemas do gênero; ele atuou em filmes como 'O Resgate do Soldado Ryan'

Alex Dobuzinskis, Reuters

20 Julho 2016 | 10h00

O ator Tom Sizemore, que atuou nos filmes O Resgate do Soldado Ryan e Falcão Negro em Perigo antes de ser condenado em 2003 por agredir sua ex-namorada Heidi Fleiss, foi preso nesta terça-feira, 19, por suspeitas de violência doméstica em Los Angeles, disse um porta-voz da polícia.

A mais recente prisão do ator de 54 anos no centro de Los Angeles ocorreu após uma briga que deixou marcas visíveis na vítima, que não foi identificada, disse o porta-voz da polícia de Los Angeles Tony Im por telefone.

Um porta-voz de Sizemore não quis comentar sobre a prisão.

Sizemore permaneceu detido em vez de pagar a fiança de 50 mil dólares, de acordo com um registro de prisão do condado de Los Angeles.

Ele é conhecido por dois grandes papéis coadjuvantes em filmes de guerra — como o duro sargento ao lado de Tom Hanks no filme de 1998 O Resgate do Soldado Ryan e como o tenente-coronel estranhamente calmo do filme de 2001 Falcão Negro em Perigo.

 

 

Mais conteúdo sobre:
Heidi Fleiss Tom Hanks

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.