Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Atos estão programados para a região central de SP hoje

Está marcado para o fim da tarde desta sexta-feira, na Praça Roosevelt, região central de São Paulo, um ato em protesto contra o projeto da Cura Gay e contra o deputado federal pastor Marco Feliciano. Neste momento, um grupo de 300 profissionais de saúde estão reunidos no local em protesto contra o projeto de lei do Ato Médico, aprovado na terça-feira, 19, no Senado.

Agência Estado

21 de junho de 2013 | 17h52

São psicólogos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais e acupunturistas que reclamam do projeto, porque ele reserva aos médicos a atribuição para diagnóstico e prescrição de terapias, regra que pode trazer uma série de problemas para o atendimento na rede pública de saúde, sobretudo nos casos das doenças negligenciadas, segundo a categoria.

Na zona norte, o Shopping Center Norte foi fechado às 16h - o horário normal seria às 22h - para evitar depredações de manifestantes que teriam o local na rota de seu protesto. O shopping está sendo protegido por vinte homens da Polícia Militar. Os manifestantes, que passaram pela Avenida Guilherme Cotching mais cedo, ainda não apareceram por lá e a situação é tranquila.

Em São Paulo, a lentidão nas ruas e avenida está acima da média para o dia e para o horário. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) recomenda aos motoristas que evitem circular pela Marginal Tietê (por todas as pistas), no sentido Ayrton Senna, devido a uma manifestação que acontece na Rodovia Presidente Dutra, em Guarulhos, que bloqueia os dois sentidos da via e o acesso ao Aeroporto de Cumbica.

Tudo o que sabemos sobre:
protestosSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.