Atos por redução de jornada complicam trânsito em SP

Várias manifestações pelo Dia Nacional de Luta pela Redução da Jornada de Trabalho, em diferentes regiões da capital paulista, prejudicaram o trânsito na cidade na manhã de hoje. As passeatas, organizadas pelas centrais sindicais, entre elas a Força Sindical, reuniram, junto com outras categorias, metalúrgicos e funcionários da construção civil.Na Marginal do Pinheiros, os manifestantes ocuparam duas faixas de rolamento da pista sentido Interlagos e, por volta das 8 horas, estavam junto à Ponte Ary Torres. Outros grupos estavam localizados na zona sul. Um deles, na avenida Luís Carlos Berrini, junto coma rua Quintano, ocupava uma faixa da direita e a calçada da via. Perto dali, na Vila Olímpia, cerca de 60 manifestantes da construção civil ocupavam a faixa da direita, junto com um carro de som.Na zona leste, o protesto estava concentrado na Avenida do Contorno, próximo à estação Corinthians-Itaquera do Metrô, e na avenida Presidente Almeida Couto, junto com a avenida Presidente Costa Pereira, onde os manifestantes estavam começando a se reunir para iniciar a passeata.Segundo informações da Polícia Militar, funcionários das empresas Volkswagen e Mercedes, em São Bernardo do Campo, no Grande ABC paulista, estavam se concentrando nos pátios das empresas. No interior, os sindicatos filiados à Federação dos Metalúrgicos do Estado farão manifestações em 32 cidades.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.