Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Atraso da Fórmula 1 favorece preparo das equipes

A decisão do Barein de cancelar o GP inaugural da Fórmula 1 fez uma "diferença enorme" para as equipes que estão correndo para desenvolver seus novos carros, disse o diretor técnico da Williams, Sam Michael.

REUTERS

24 de fevereiro de 2011 | 12h04

As autoridades do Barein decidiram na segunda-feira adiar a corrida de 13 de março por causa dos violentos protestos contra o governo no país.

A Austrália sediará a abertura, no dia 27 de março, no Albert Park, em Melbourne, e os teste pré-temporada estão programados para o circuito da Catalunha, em Barcelona, entre os dias 8 e 11 de março.

"Acho que isso dá muito mais tempo para refinar as coisas e ter um pacote melhor", disse Michael à Reuters, em entrevista antes do lançamento do novo carro da equipe, o FW33.

"Obviamente, você sempre chega para a primeira corrida e está lá e faz o melhor que pode com o que você tem, mas você está sempre um pouco desajustado na primeira corrida... ter mais duas semanas faz uma diferença enorme na Fórmula 1 porque é bastante tempo."

"É surreal no momento, na verdade, porque tudo na Fórmula 1 gira em torno de prazos e em não ter prazos que mudam. E de repente ter uma corrida que é adiado em duas semanas é uma coisa enorme."

"Duas semanas é uma eternidade na Fórmula 1", afirmou.

(Reportagem de Alan Baldwin)

Tudo o que sabemos sobre:
F1ATRASOPOSITIVO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.