Aumenta para 40 o número de mortos no Chile pela gripe H1N1

O total de mortes no Chile por causa da gripe H1N1 subiu para 40, segundo números divulgados nesta sexta-feira. São 10.926 pessoas infectadas com o vírus no país.

REUTERS

17 Julho 2009 | 20h12

O Chile é o país na América do Sul com maior número de casos confirmados da gripe. A Argentina é o que registrou mais mortes pela doença, um total de 137.

No Chile, a gripe afetou principalmente as crianças, em meio a uma forte queda de temperatura devido ao inverno.

Segundo o Ministério da Saúde, 5,8 por cento dos casos confirmados exigiram internação hospitalar, e 61 por cento dos casos se concentram na faixa etária de 0 a 19 anos. Na última semana, aumentou a proporção de crianças menores de cinco anos.

(Reportagem de Rodrigo Martínez)

Mais conteúdo sobre:
GRIPE CHILE QUARENTA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.