Autoridades de Burkina Faso se reúnem para nomear presidente interino

As autoridades de Burkina Faso se reuniram neste domingo para nomear um presidente interino para conduzir o país de volta a um governo civil após o ex-presidente Blaise Compaoré ser derrubado por protestos no mês passado e substituído por um governante militar.

REUTERS

16 Novembro 2014 | 17h23

Uma comissão de 23 fortes representantes do exército, de grupos tradicionais e religiosos, da sociedade civil e da oposição política era esperada para decidir entre cinco candidatos, compreendendo um diplomata aposentado, um sociólogo, dois jornalistas e um padre.

"Espera-se que o líder seja escolhido hoje à noite, mesmo que seja tarde. Nós ficaremos fechados como cardeais escolhem um papa até que as pessoas ver a fumaça branca", Luc Marius Ibriga, um membro da comissão, disse à Reuters.

Analistas disseram que o ex-ministro dos Negócios Estrangeiros Michel Kafando, de 72 anos, cujo nome foi invocado pelo exército, parecia ter mais apoio. Eles disseram que o próximo nome mais popular parecia ser Josephine Ouedraogo, 65, uma ex-ministra para a família que também trabalhou na Comissão Econômica das Nações Unidas para a África. Ela também foi indicada pelo exército.

Fontes próximas à transição disseram que a sociedade civil e a oposição tinham proposto em conjunto Newton Ahmed Barry, o editor-chefe do jornal l'Evenement, e Cherif Moumina Sy, diretor do jornal Bendre.

Eles também sugeriram Paul Ouedraogo, um arcebispo católico romano na segunda cidade Bobo Dioulasso. No entanto, a igreja disse imediatamente em seu site que o poder político e o sacerdócio eram incompatíveis sob a lei da Igreja.

Uma vez selecionado, o presidente de transição vai nomear um primeiro-ministro para indicar um governo de 25 membros, mas será impedido de concorrer na próxima eleição.

(Por Flavia Bohone; Edição de)

Mais conteúdo sobre:
BRUKINAFASOPRESIDENTEINTERINO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.