Autoridades de Taiwan desistem de resgatar corpos após tufão

As autoridades de Taiwan não vão tentar recuperar os corpos de centenas de pessoas soterradas por um deslizamento de terra neste mês, e a cena do desastre será transformada em um memorial, disse um líder local nesta segunda-feira.

REUTERS

24 Agosto 2009 | 07h39

O parque, de valor estimado em cerca de 3 milhões de dólares e com inauguração prevista em um ano, deve ficar em cima do deslizamento de terra e servirá de memorial à vila que estava ali, disse o prefeito Liu Chien-fang.

"A vila tinha um caráter especial como distrito de Pingpu", disse Liu à Reuters, descrevendo o grupo étnico local no vilarejo de Hsiao Lin, no condado de Kaohsiung.

"As casas eram especiais, assim como os costumes locais e os hábitos. É triste que nada tenha sobrado".

A contagem oficial de perdas após a passagem do tufão Morakot está em 291 mortos e 387 desaparecidos.

(Reportagem de Ralph Jennings)

Mais conteúdo sobre:
TAIWANDESLIZAMENTOSPARQUE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.