Auxiliar de enfermagem teve os dois problemas

O auxiliar de enfermagem Geraldo Apolinário Júnior, de 45 anos, teve sua primeira crise de cálculo renal em 1999. Cerca de sete anos depois, sofreu um enfarte. "Estava com três artérias obstruídas", conta.

Karina Toledo, O Estado de S.Paulo

24 Junho 2011 | 00h00

Para normalizar o fluxo de sangue para o coração, Apolinário se submeteu à implantação de stents - molas metálicas que ajudam a desobstruir as artérias. Mudou sua alimentação, mas mesmo assim os exames de rotina feitos alguns anos depois mostraram que uma das artérias estava com 98% de obstrução. Dessa vez, teve de passar por cirurgia de ponte de safena.

Quando se recuperava, começou a sentir fortes dores nas costas. O problema renal havia voltado e o auxiliar de enfermagem passou por uma nova cirurgia.

"Hoje, mesmo com a ponte de safena, uma das artérias voltou a entupir. O médico disse que isso pode estar ligado ao problema nos rins", informa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.