Avaliação para alunos de 6 anos de Curitiba tem cartum erótico

Desenho havia sido publicado na revista 'Hustler'; exame foi feito por crianças de 170 escolas

Evandro Fadel / CURITIBA, O Estado de S.Paulo

20 de novembro de 2010 | 00h00

Um cartum com conteúdo erótico em uma prova de geografia para crianças de mais de 170 escolas do 1.º ano do ensino fundamental de Curitiba, com idade média de 6 anos, gerou reclamações de professores ao Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Curitiba. A Secretaria Municipal de Educação, responsável pelas provas aplicadas no dia 12, instaurou procedimento administrativo.

A segunda questão da prova, que serve como avaliação interna para que os professores melhorem as práticas pedagógicas e não se traduz em notas para aprovação ou não das crianças, pretendia fazer com que os alunos relacionassem a moradia das pessoas às suas atividades profissionais. Entre as figuras estavam uma fazenda, de um lado, e um fazendeiro, do outro. Mas o desenho era do cartunista Dan Collins, que trabalha para a revista pornográfica norte-americana Hustler. Nele, o fazendeiro aparece com o órgão sexual destacado por baixo da vestimenta.

"Assumimos o erro, consideramos grave, lamentamos e pedimos desculpas à comunidade escolar", disse a chefe da Superintendência de Gestão Educacional da secretaria, Meroujy Cavet. Segundo ela, diretores de núcleos comunicaram que as crianças não chegaram a perceber a conotação sexual da charge, em razão de a impressão ser pequena e estar em preto e branco. "Mas, de qualquer forma, aconteceu e lamentamos o fato."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.