Avança construção do Grande Colisor de Hádrons

Cientistas da Organização Européia de Pesquisa Nuclear (Cern) instalaram a metade dos 1.232 magnetos gigantes bipolares que terá o maior e mais potente acelerador de partículas do mundo, o Grande Colisor de Hádrons, conhecido pela sigla em inglês LHC. Segundo informa o Cern, o magneto número 616 foi colocado no equipamento, que terá 27 km de circunferência e começará a funcionar em novembro de 2007. Cada magneto bipolar tem 15 metros de comprimento e pesa mais de 34 toneladas.As bobinas supercondutoras dos magnetos permitem a passagem de correntes elétricas elevadíssimas quase que sem perda de energia, o que favorece a criação de campos magnéticos poderosíssimos, capazes de desviar a trajetória das partículas que serão lançadas no túnel do colisor, a velocidades próximas à da luz.No total, o colisor, que já consumiu 3,9 bilhões de euros, terá 1.746 magnetos. Os outros 514 serão quadripolares. O LHC pretende simular as condições que se seguiram à origem do Universo. Pretende-se avançar no conhecimento sobre o que é massa, a natureza da matéria escura - cuja natureza ainda é desconhecida, mas que aprece compor 95% do Universo - e a existência do bóson de Higgs, uma partícula hipotética que dotaria a matéria de massa.

Agencia Estado,

12 de julho de 2006 | 16h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.