Avião cai no Nepal após atingir pássaro; 19 mortos

Um avião de pequeno porte atingiu um pássaro e caiu logo após decolar nesta sexta-feira da capital nepalesa, Katmandu, deixando 19 mortos, incluindo sete passageiros britânicos e cinco chineses, afirmaram autoridades.

GO, Reuters

28 de setembro de 2012 | 08h42

A queda da aeronave Dornier é o sexto acidente aéreo fatal em menos de dois anos no Nepal, onde mais de uma dezena de companhias aéreas comerciais pequenas normalmente enfrentam más condições do tempo para voar até regiões montanhosas que não têm uma rede de acesso propícia por rodovias.

Autoridades de turismo disseram que o acidente recente pode diminuir o número de turistas estrangeiros interessados em fazer trilhas no Nepal. Muitos dos mortos eram turistas que fazem caminhadas.

Equipes de resgate retiraram corpos carbonizados dos escombros em chamas do avião em um campo na margem de um rio, perto do aeroporto. O Dornier, um dos três aviões que são operados pela empresa privada Sita Air, tinha como destino Lukla, uma das entradas para o monte Everest.

O gerente-geral do aeroporto de Katmandu, Ratish Chandra Lal, disse que o piloto informou os operadores do tráfego aéreo pouco antes da queda que o avião havia colidido com um pássaro.

A embaixada britânica confirmou que cidadãos do país estavam entre as vítimas.

Quatro passageiros e três tripulantes nepaleses também morreram no acidente, a segunda tragédia a abalar o país em menos de uma semana. Uma avalanche matou pelo menos 11 pessoas, na maioria estrangeiros, em um pico no Himalaia, no domingo.

O grupo de escalada Sherpa Adventure disse que os britânicos iam em direção à região de Khumbu, que abriga o Everest e outros cumes.

"O acidente pode levantar questões sobre segurança e pode definitivamente afetar o turismo de alguma forma no país", disse Ang Tshering Sherpa, que comanda a agência de alpinismo.

O outono é o auge da temporada de turismo no Nepal, que tem oito das 14 montanhas mais altas do mundo.

O Nepal recebe mais de meio milhão de turistas todo ano, muitos deles são ocidentais que fazem caminhadas e alpinistas. O turismo representa 4 por cento de uma economia abalada por uma década de guerra civil.

Em maio, 15 pessoas morreram quando o avião em que estavam colidiu com uma colina no noroeste do Nepal.

Tudo o que sabemos sobre:
NEPALACIDENTEAVIAOMORTOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.