Avião de deputado caiu 4 minutos após a decolagem

O avião Cessna, modelo C206, que caiu no início da manhã desta sexta-feira, em Macapá, matando o deputado Dalton Martins e uma mulher, perdeu contato com a torre de controle do Aeroporto internacional de Macapá quatro minutos depois da decolagem, segundo o superintendente da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), David Oliveira.

SOLANGE SPIGLIATTI, Agência Estado

20 Abril 2012 | 11h20

"O piloto avisou a torre que a aeronave estava com problemas, sem dizer qual", explica o superintendente. Segundo plano de voo da aeronave, o avião decolou do aeroporto de Macapá às 5h48 com direção a Santarém, no Pará, e não para Manaus, como informado anteriormente. As causas do acidente serão investigadas pelo Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes (Seripa), de acordo com o superintendente.

Mais conteúdo sobre:
mortedeputado Dalton Martins

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.