Avó e neto morrem atropelados por motoqueiro na BR-101

A aposentada Maria de Oliveira Patrício, de 58 anos, e o neto dela, Leônidas Manoel Gouveia Neves, de 1 ano e 8 meses, morreram atropelados por volta das 21h15 de sexta-feira, 9, ao tentarem atravessar a pista sentido Porto Alegre da BR-101, em Araranguá (SC), no sul catarinense, a 220 quilômetros da capital Florianópolis.

RICADO VALOTA, Agência Estado

10 Março 2012 | 07h50

Adelmo Pedroso dos Santos, de 28 anos, que pilotava uma Yamaha R1, em alta velocidade, não conseguiu frear ao ser surpreendido pelos dois pedestres que atravessavam a rodovia, segundo testemunhas. O menino e o motoqueiro morreram no local. Maria de Oliveira ainda foi levada para o pronto-socorro, mas não resistiu aos ferimentos. Avó e neto moram em Criciúma e haviam acabado de descer de um ônibus vindo da cidade onde residem.

Os corpos das vítimas foram encaminhados ao IML de Araranguá. O caso foi registrado pelo posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) naquele município, porém os dados serão repassados para o 1º Distrito Policial Civil da cidade. Segundo a PRF, não há passarela naquele trecho da rodovia.

Mais conteúdo sobre:
acidenterodoviaSC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.