Reprodução Google Street View
Reprodução Google Street View

Avô luta com assaltante e salva neta em Santos

Criminoso tentou roubar carro com menina de 3 anos dentro, mas foi impedido; após perseguição, dois homens foram presos e um policial ficou ferido

Luiz Alexandre Souza Ventura ESPECIAL PARA O ESTADO, Impresso

14 Agosto 2017 | 03h00

Manter a calma durante um assalto e não reagir são recomendações básicas da polícia, mas a atitude rápida de um homem, contrariando essa ordem, impediu que uma menina de três anos fosse levada por um assaltante. A ação foi registrada por câmeras de segurança no litoral sul de São Paulo.

O caso aconteceu por volta de 19 horas da última terça-feira, 8 de agosto, e foi divulgado ontem. Duas mulheres, um homem e uma menina, com uma boneca na mão, estão na frente de um prédio em Santos, na Rua Nabuco de Araújo, no bairro da Aparecida. Uma das mulheres coloca a criança dentro de um veículo quando um homem armado chega correndo, rende a família e vai em direção ao banco do motorista.

O avô da menina parte para cima do assaltante e agarra o braço do criminoso, que o empurra e aponta a arma enquanto abre a porta. O idoso reage novamente, mas é jogado no chão. A reação permitiu que a menina fosse retirada do veículo.

A mãe da criança disse que pediu ao assaltante para pegar a filha, mas ele gritava e exigia a chave do carro. O avô da menina sofreu ferimentos no braço e justificou a reação porque, naquele momento, não era possível diálogo com o bandido.

A polícia foi acionada e localizou o carro em São Vicente, no bairro do Catiapoã, com dois suspeitos dentro. Houve perseguição até o veículo bater em um poste. Uma viatura da PM caiu em um canal e um policial fraturou a fíbula (osso atrás da canela). Dois criminosos foram presos e o carro roubado foi recuperado. O caso foi registrado no 1.º Distrito Policial de São Vicente.

Mais conteúdo sobre:
Assalto Crime Santos [cidade SP]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.