Babá acusada de matar criança está foragida

A criança morreu após sofrer hemorragia interna e os pais acusam a babá de ter espancado a menina

Clarissa Thomé, de O Estado de S. Paulo,

30 Novembro 2008 | 17h40

O corpo da menina M.P.S, de 2 anos, foi enterrado na manhã deste domingo, 30, no Cemitério da Solidão, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. A criança morreu após sofrer hemorragia interna e os pais acusam a babá de ter espancado a menina. A mulher, de 29 anos, está desaparecida. Na noite do sábado, 29, vizinhos atearam fogo à casa dela. A menor e sua irmã de 8 meses, eram deixadas pelos pais na casa da vizinha havia duas semanas. De acordo com o servente Erivaldo Sebastião da Silva, pai das meninas, a menina chorava toda vez que era levada para a casa da babá, mas o casal nunca desconfiou de maus tratos.Na sexta-feira, 28, à tarde, a mulher pediu ajuda aos vizinhos para socorrer a criança, que segundo ela, teria caído durante o banho. A menina já chegou morta ao pronto-socorro. A babá chegou a prestar depoimento, mas foi liberada. A mãe da criança, a diarista Luzinete de Paula da Silva, passou mal e não acompanhou o sepultamento. A polícia informou que ainda não tem elementos para indiciar a babá e aguarda o resultado do laudo do Instituto Médico Legal. O caso está sendo investigado pela 54. Delegacia de Polícia (Belford Roxo).

Mais conteúdo sobre:
homicídiobabáRJ

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.