Bahia tem previsão de novas chuvas para esta semana

Regiões Nordeste e Norte devem enfrentar temporais; resto do País terá o dia com poucas nuvens

RICARDO VALOTA, Agência Estado

20 de maio de 2009 | 07h07

A frente fria que já está no litoral baiano ganhará força nos próximos dias. Uma nova frente fria avança rapidamente pelo litoral da região sudeste do País e na quinta-feira, 21, chega ao litoral da Bahia. Salvador, que já sofre com transtornos provocados pelas tempestades das últimas semanas, também terá mais chuva por conta desta nova frente fria. As nuvens vão ficar carregadas de novo e o risco de chuva forte vai aumentar. Nesta quarta-feira, 20, o tempo fica instável entre o Recôncavo Baiano e Sergipe, podendo chover ao longo do dia e havendo condição inclusive para acumulado significativo de chuva.

No mar, os fortes ventos moderados deixam o mar agitado e dificultam a saída das embarcações em todo o litoral. A Capitania dos Portos recomenda não sair para alto mar, pelo menos até amanhã. Na sexta-feira, a chuva e o céu nublado ainda devem predominar. A frente fria começa a se afastar do litoral baiano a partir no sábado, mas chuvas fortes e rápidas vão continuar.

Uma boa notícia está reservada para o sul dos Estados do Maranhão e Piauí. Uma massa de ar seco avança para a região e, no sábado, vai inibir a formação de nuvens carregadas por vários dias. A expectativa é de que finalmente o sul do Maranhão comece o seu período seco. Em contrapartida, as pancadas de chuva devem continuar por quase todo o Maranhão até o fim de maio. Os dois Estados também foram fortemente atingido pelas enchentes nas últimas semanas.

O volume de chuva acumulado em maio já superou a média normal para o mês em muitas áreas do Nordeste. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, a região de Imperatriz (MA) já acumulou 200 milímetros este mês, volume quatro vezes maior do que o normal. A média de chuva em maio é de 55 milímetros. Em Carolina, no sul do Estado, a média de chuva para maio é de 52 milímetros, mas este mês já choveu quase 240 milímetros.

A chuva excessiva vem causando transtornos e perdas também na agricultura do sul do Maranhão, região produtora de soja. A lama e os rios cheios dificultam a entrada nos campos, atrasando a colheita. O Maranhão é o Estado do Nordeste com maior número de municípios prejudicados pela chuva. Dos 217 municípios maranhenses, 88 estão em situação de emergência.

 

Pancadas de chuva atingirão também a Região Norte e o noroeste do Mato Grosso. Nestas áreas as chuvas ocorrem em forma de pancada e ainda haverá condição para chuva localmente forte.

 

Na Região Sul, o sudoeste do Rio Grande do Sul tem possibilidade de pancadas de chuva isolada devido à formação de áreas de instabilidade. No Sudeste, a faixa litorânea entre São Paulo e o Espírito Santo deve ter sol entre nuvens. Nas demais áreas do centro-sul do Brasil o tempo será com predomínio de sol.

Tudo o que sabemos sobre:
chuvasBAprevisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.