Balada Ele é o dono do avião

Acquaviva foi um pioneiro do techno no mundo digital

O Estado de S.Paulo

17 de agosto de 2012 | 03h08

A 'Damn Fridays' recebe hoje (17) o disco eletrônico do belga Vito de Luca, que segue se apresentando com o nome Aeroplane depois que Stephen Fasano deixou o projeto, em 2010, pouco antes do lançamento do disco 'We Can't Fly'. Dono de remixes espertos, o produtor já mexeu em originais de gente como Sebastien Tellier e Rapture. O Database abre a noite. R. 13 de maio, 701, Bela Vista, 3104-7157. Hoje (17), 23h59. R$ 80/

R$ 100. Cc.: D, M e V.

www.clubyacht.com.br

Se gosta de techno, não perca: o canadense John Acquaviva toca hoje (17) na festa 'Circuito', no Clash. Menos falado que outros nomes da segunda geração do gênero, como Jeff Mills, Carl Craig, ou Richie Hawtin (seu parceiro de longa data), Acquaviva é tão importante, e tão bom, quanto. Junto com Hawtin, ele fundou em 1990 o importante selo Plus 8 e é também um dos criadores do Beatport, principal loja online de dance music eletrônica.

Some a isso, claro, uma extensa e boa carreira como DJ, tanto em apresentações ao vivo quanto na gravação de mixes - caso do disco 'Mainhatten Sound', de 2001, um dos primeiros a ser feito com o Final Scratch, programa desenvolvido para controlar arquivos de áudio digital usando vinis e toca-discos.

Acquaviva se apresenta com o DJ e produtor francês Olivier Giacomotto, com o qual já fez algumas parcerias, em um set de tech house. Os DJs Syl e Du Serena completam o line up da noite. Renan Dissenha Fagundes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.