Balas perdidas matam diarista na capital paulista

A diarista Tânia Regina Oliveira do Carmo de Aquino, de 44 anos, foi atingida, por volta das 17h45 de ontem, por duas balas perdidas quando caminhava pela Rua São Pedro do Sul, em Americanópolis, região do Jabaquara, na zona sul da capital paulista. Ferida nas costas e no pescoço, a vítima, mesmo encaminhada para o Hospital Municipal Dr. Arthur Ribeiro Saboya, não resistiu aos ferimentos e, segundo a polícia, morreu às 19h30.

RICARDO VALOTA, Agência Estado

17 Abril 2012 | 07h07

Outras duas pessoas foram baleadas. Uma delas foi identificada como Isaías Joaquim de Lima, 47, que também foi atingido por bala perdida. Ferido em uma das pernas, Isaías foi encaminhado para o mesmo pronto-socorro. O terceiro baleado, segundo testemunhas, seria o verdadeiro alvo do atirador. Ferido em uma das mãos, o desconhecido conseguiu fugir.

O autor dos disparos seria um motoqueiro, que parou o veículo em frente ao nº 250 da Rua São Pedro do Sul, desceu da moto e começou a atirar contra o rapaz, ao mesmo tempo em que corria atrás dele. O criminoso também não foi localizado pela polícia. A diarista morava na mesma região. Não se sabe ainda o que motivou o tiroteio. O caso foi registrado no 97º Distrito Policial, de Americanópolis.

Mais conteúdo sobre:
mortediaristabalaperdidaSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.