Ban Ki-moon pede 'honra' ao planeta no Rio

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu ontem à comunidade internacional para honrar o planeta Terra, apostando em uma mudança real durante a Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável que ocorre em junho.

O Estado de S.Paulo

21 Abril 2012 | 03h06

"A Terra mãe pertence a todos e a Rio+20 é uma oportunidade única que todos temos de aproveitar", disse ele em mensagem distribuída por ocasião do Dia da Terra, comemorado amanhã.

A efeméride, afirmou, deveria ser um motivo "para honrar nosso único planeta", mas também como "uma chamada de ação contra a falta de respeito humano com os recursos e ecossistemas da natureza."

Ele declarou que a Rio+20 oferece a oportunidade adequada para "mudar o curso" das ações humanas em relação ao planeta e alterar seus padrões de comportamento de modo a "cultivar um ambiente natural e social em que todas as crianças se sintam seguras e todos os povos possam prosperar". Ele defende que sejam tomadas medidas "duras, mas necessárias" para garantir a viabilidade do planeta.

Selo. A cidade do Rio de Janeiro, junto com Nairóbi, no Quênia, e Estocolmo, na Suécia, será representada em uma série de selos comemorativos do 40.º aniversário do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma). / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.