Banco Mundial promete apoiar combate a mudança climática em grandes cidades

Parceria, selada em evento em São Paulo, prevê colaboração técnica e acesso a financiamento.

BBC Brasil, BBC

01 Junho 2011 | 19h42

O Banco Mundial prometeu nesta quarta-feira ajudar com fundos e assistência técnica as grandes cidades que estão tentando combater as mudanças climáticas.

Em discurso em São Paulo, durante o C40 Summit - fórum que reúne as 40 maiores cidades do mundo para discutir políticas públicas -, o presidente do banco, Robert Zoellick, disse que a instituição planeja facilitar o acesso das cidades "à estrutura do Banco Mundial (para questões) climáticas, a assistência técnica e a programas disponíveis de financiamento".

A Agência Brasil explica que, segundo Zoellick, os planos municipais de combate às mudanças climáticas terão que contemplar ações de prevenção a desastres naturais, construções mais sustentáveis e o envolvimento da população local nas ações previstas.

O presidente do Banco Mundial afirmou que os moradores das cidades são responsáveis por mais de 80% das emissões globais de gases-estufa.

"Só as cidades do C40 respondem por mais de 12% da emissão desses gases", prosseguiu. "Quando as maiores cidades do mundo prometem trabalhar juntas em eficiência energética e programas de energia limpa, elas podem ser uma fonte poderosa de mudanças."

No evento, Zoellick e o líder do C40, o prefeito de Nova York Michael Bloomberg, assinaram o memorando que prevê a parceria.

O banco vai dar auxílio técnico para que as cidades desenvolvam um plano de ações contra as mudanças climáticas e um sistema de controle das emissões de gases do efeito estufa. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.