Bancos da Grã-Bretanha conversam com governo sobre financiamento

O governo britânico manteve conversas com grandes país na noite de segunda-feira em que foi discutida a possibilidade de uma injeção de recursos públicos, segundo uma fonte. "Os grandes bancos e o ministro das Finanças se encontraram ontem à noite. Recapitalização é uma das opções sendo consideradas", disse a fonte. A BBC e outros órgãos da imprensa afirmaram que três grandes bancos, Royal Bank of Scotland, Lloyds TSB e Barclays, estavam em busca de 15 bilhões de libras (26 bilhões de dólares) cada para ajudá-los a enfrentar a crise global. As conversas sobre o setor bancário britânico ocorreram num momento em que as autoridades da Islândia assumiram o segundo maior banco do país. As notícias sobre as conversações deprimiram as ações dos bancos já que investidores antecipavam uma possível diluição de seu capital. O presidente-executivo do RBS, Fred Goodwin, recusou-se a comentar o assunto, assim como o Lloyds. Um porta-voz do Barclays disse que "categoricamente não" pediu recursos do governo. O Tesouro da Grã-Bretanha não quis comentar, mas disse que faria o necessário para manter a estabilidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.