Bandidos explodem caixas eletrônicos em 2 cidades

Criminosos explodiram, por volta das 2h45, um caixa eletrônico instalado no interior da Drogaria Pinheiro, localizada na esquina da rua Jardim Repouso São Francisco com a Estrada da Água Chata, no Parque Jandaia, em Guarulhos, na Grande São Paulo.

RICARDO VALOTA, Agência Estado

20 de abril de 2011 | 06h07

Testemunhas, antes de ligarem para o 190, teriam visto um grupo de desconhecidos deixando o local em um Fiat Fiorino branco. Policiais militares da 1ª Companhia do 44º Batalhão foram acionados, mas não chegaram a tempo de deter algum suspeito.

O dinheiro do cofre da máquina, da Rede 24 Horas, foi levado. Segundo as primeiras informações, o estrago foi grande dentro do estabelecimento, que passará por perícia para que a estrutura seja analisada. O caso será registrado no 4º Distrito Policial de Guarulhos.

Dentro do caixa, próximo ao cofre, há um dispositivo com tinta vermelha que, no momento da explosão, mancha as notas, inutilizando-as. Segundo a Polícia Civil, esse dispositivo, apesar de ajudar no rastreamento das notas e até dos criminosos, não é autorizado pelo Banco Central. A empresa pode ser responsabilizada, pois danificar dinheiro é crime e entra no artigo 163 do Código Penal Brasileiro.

Carapicuíba - Por volta das 3h, praticamente no mesmo horário do ataque ocorrido em Guarulhos, criminosos explodiram dois caixas eletrônicos do Bradesco instalados no interior do mercado Veríssimo, localizado na altura do nº 1.246 da Estrada do Copiúva, no Parque Jandaia, em Carapicuíba, região oeste da Grande São Paulo. Até o momento, nenhum suspeito foi detido. Segundo a polícia, o cofre de pelo menos uma das máquinas teria sido levado. O caso será registrado no 1º Distrito Policial da cidade.

Desde o último dia 13, já foram sete ocorrências relacionadas a caixas eletrônicos, várias delas com explosão da máquina, na capital e na Grande São Paulo. Na madrugada de ontem, uma quadrilha invadiu a subprefeitura de São Miguel Paulista, na zona leste. Três bandidos foram presos e o caixa, recuperado pela Guarda Civil Metropolitana.

Tudo o que sabemos sobre:
explosãocaixas eletrônicosSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.